8 de mar de 2011

O Luxo na Web - Prada

Alô alô skindô ô ô...:)

Depois desta imensa viagem iconográfica multiculturalcolorida pelos desfiles das escolas de samba paulistanas e cariocas, que infelizmente desta vez vi pela "tv", me vale a pena continuar a pesquisar como a moda influencia a vida das pessoas, especialmente as condenadas que, como eu, estão vivendo mais neste universo binário chamado "internet", e que precisam de impulsos diferentes para manter a criatividade em perspectiva.

A Prada é mais uma representante italiana, sem dúvida, das marcas que impuseram suas pretensões de luxo e décadas de pesquisas apuradas em busca de tendências exclusivas, que se iniciaram com o couro. Abaixo, a flagship de Milão e em seguida, direção de arte aplicada a uma campanha de óculos. Vale o filme "O diabo veste Prada", fantástico.





Em seu site (imagem abaixo) que se inicia pela interface abaixo, temos um seletor de idiomas e uma bela imagem que traz dinamismo e repetição visual tanto pelas listras de fundo, como na modelo, como nas divisões do menu global, que possue uma enorme arquitetura de informação embutida, e agrupada pelas seguintes macros: Collection / Projects / Fragrances / Events / Store Locator / Prada Book / Fondazione Prada / Register. Olhando por cima, fica fácil imaginar qual o conteúdo de maior valor?



Selecionando a versão inglesa (imagem abaixo), temos um nítido excesso de ouro, cremes, cinza e uma amostra arquitetônica sobre o valor do espaço físico onde a marca desfila e, principalmente, o traço facial de quem desfila (imagem mais abaixo).






Em cada momento temos uma variação de fundo e principalmente uma abordagem de multimídia que valoriza o poder emocional pelo som atmosférico.

Volto no próximo post contando bastante sobre minha marca preferida, não só pelos produtos em si mas principalmente pela pesquisa de design aplicada.

Arrivederci! Armani!